SAUDE E QUALIDADE DE VIDA
Medicina Veterinária nas Escolas

A bem da verdade, a vida moderna afastou o homem de seus pares e observa-se que o mesmo tende a procurar a companhia mais próxima de um animal de estimação, em detrimento de uma relação afetuosa com outras pessoas, muitas vezes preferindo criar um animal a ter um filho. Esse comportamento, embora seja lucrativo para determinadas áreas da medicina veterinária, tem gerado problemas sérios devido, principalmente, às escolhas erradas e o abandono de animais nas ruas das cidades.

Tais situações visualizadas de modo muito corriqueiro e que muitas vezes parecem até inofensivas para algumas pessoas, causam transtornos à saúde pública haja vista que muitos dos animais que são “escolhidos” e são posteriormente abandonados, são focos de doenças conhecidas como zoonoses.

Além disso, nota-se que quando o homem deixa de ver o animal como animal e começa a cuidar do mesmo como “filho”, este se torna vítima de cuidados errados e, muitas vezes, perde a chance de manter uma qualidade de vida adequada ao seu padrão comportamental.

Com vistas nesse pensamento, nas últimas décadas, percebeu-se a necessidade de estudar e entender melhor o comportamento animal e o que é qualidade de vida para os mesmos, surgindo assim a ciência do Bem estar animal que é um dos focos mais importantes da ciência veterinária na atualidade.

Partindo dessa necessidade, o curso de medicina veterinária da ESBAM, inseriu em seu programa de disciplinas, a Introdução à medicina veterinária e bem estar animal. Nela, os alunos têm o primeiro contato com a profissão do médico veterinário – suas competências e habilidades nas diversas áreas de atuação do mesmo – e também aprendem sobre o bem estar animal, onde é dada ênfase sobre a posse responsável, os cuidados com animais, o manejo e a produção de animais de modo humanitário, entre outros e como fruto dessa disciplina foi criado com o auxílio dos alunos do 1º período do curso de medicina veterinária da ESBAM o projeto Medicina Veterinária nas Escolas, em 2007, para levar conhecimentos práticos sobre os cuidados com animais de estimação e o bem estar animal, às crianças de escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio da cidade de Manaus.

Para que os conhecimentos adquiridos fossem mais bem aproveitados, os alunos do curso foram inseridos no contexto de um projeto social de extensão onde os mesmos são instigados a produzir palestras, peças teatrais e gincanas voltada para crianças e adolescentes, sobre os temas abordados em sala de aula e são levados às escolas de ensino fundamental com o intuito de compartilharem tais conhecimentos adquiridos. Esses conhecimentos são então compartilhados através de um ciclo de palestras e gincanas que auxiliam na divulgação dos temas abordados e na educação dessas crianças. E ao mesmo tempo remontam ao aluno de medicina veterinária a importância do seu papel junto à sociedade através da atividade extensionista.

Desde que o projeto Medicina veterinária foi idealizado o mesmo sofreu algumas alterações e adaptações devido ao contexto de apresentação do projeto, tendo em vista o público-alvo, o local de execução e as particularidades que envolvem as turmas de alunos.

Para 2008, o projeto sofreu mais algumas alterações, tendo em vista que o mesmo não se restringiu mais aos alunos do primeiro período do curso. A participação maior ficou a cargo dos alunos do terceiro, quarto e sexto período do curso de medicina veterinária

Curso proponente: Medicina Veterinária

Coordenadora do Curso: José Allan Soares de Araújo

Coordenadora do Projeto: Profª.Dra. Raquel da Silva Corrêa.